segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Nasa precisa de Plutônio-238


Aparentemente, a NASA precisa de uma coisinha chamada de plutônio-238 para por os seus foguetões do espaço profundo a rugir, mas este combustível está a esgotar-se e o congresso Americano precisam de cerca de 30 milhões de dólares para fazer mai

A NASA já não produz plutônio-238 desde a década de 1980, optando por pedi-lo à mãe Rússia. E porque eles usam até 5 quilos do material por ano, seriam necessários 8 anos de produção para começar a satisfazer de novo a procura. Mas os 30 milhões solicitados ao congresso é apenas um começo, porque o programa de produção de plutónio-238 poderá custar até 150 milhões.

Porque o espaço profundo é extremamente frio, alcançando o zero absoluto, (o zero absoluto, não é equivalente a 0º centígrados como muitos julgam, mas sim a zero Kelvin (0 K) que corresponde à temperatura de -273,15 °C) as naves espaciais precisam de um combustível que gere uma grande quantidade de calor, para que possam converter essa energia em electricidade. O plutônio-238 gera naturalmente uma grande quantidade de calor quando atravessa a desintegração radioactiva (desintegração de um núcleo através da emissão de energia em forma de radiação), por isso é muitas vezes o combustível da escolha para estas aventuras da NASA, como viagens a Saturno e mais além.

Nenhum comentário: