sábado, 7 de maio de 2011

Observando a chuva de meteoros em 07/05/11


Sete membros do Clube Carl Sagan (UFMS) ficaram até às 4h da manhã de 7 de maio de 2011 para observar a chuva de meteoros Eta Aquarideas, visualizando pelo menos 15 meteoros, apesar de nebulosidades constantes e a poluição luminosa intensa de Campo Grande. Obtivemos a foto acima com uma câmera digital comum usando 60 segundos de exposição, na região da Crux (e um trecho do Estádio Morenão), na tentativa de registrar a passagem de um meteoro. Entre um meteoro e outro, observamos nebulosas, aglomerados e estrelas duplas (além de vôos rasantes de morcegos!)
Céus limpos a todos!
Equipe do Clube Carl Sagan

sexta-feira, 6 de maio de 2011

chuva de meteoro com o seu máximo de atividade marcado para hoje


Hoje teremos a chuva de meteoro eta-Aquarídeas com visão privilegiada por nossa posição no globo terrestre e pela luminosiadade da lua que estará com apenas 11%

A chuva de meteoros eta-Aquarideas é provocada pelos detritos do cometa Halley,
visto pela ultima vez da Terra em 1986 retornando daqui há 51 anos, e será melhor observada no Hemisfério Sul. Recebe esse nome porque os meteoros parecem vir da direção da estrela Eta, da constelação de Aquário.

Chuvas de meteoros ocorrem quando a Terra passa por uma região da sua órbita onde um cometa deixou  rastros de matéria, gases e poeira que são desprendidos do cometa, quando este se aproximava do Sol, por  isso são eventos periódicos, sendo catalogados com o nome da região do céu onde aparenta surgir.

O fenômeno poderá ser visto a olho nu, basta olhar para a região de Aquário. O pico será à 1h18, horário local. A NASA considera esta uma grande chuva de meteoros, com uma taxa de 40 a 60 meteoros por hora, em condições ideais (THZ); nas cidades, a taxa esperada é de apenas 20.

Não percam este evento e não deixem de fazer pedidos a cada "estrela cadente" avistada.
Comente aqui a sua experiencia.

Saiba mais sobre chuvas de meteoros, clicando aqui.

fonte:

terra notícias