sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Semana Mundial do Espaço


Vamos celebrar nesses próximos 7 dias a semana Mundial do espaço a (World Space Week) de 4 a 10 de Outubro. Oficialmente estabelecida pelas Nações Unidas em 1999.

São dois eventos marcantes da era espacial que assinalam este evento:
- O lançamento do primeiro satélite artificial, Sputnik 1, abrindo o caminho para a exploração espacial, em 4 de Outubro 1957;
- A assinatura do Tratado sobre os princípios que governam as atividades dos Estados na Exploração e uso do Espaço, incluindo a Lua e os outros corpos celestes em 10 de Outubro 1967.

É um ótimo momento para refletirmos sobre nossa condição humana com projeção para o futuro e relembrar feitos históricos que interferiram na humanidade para sempre e de forma irrevogável. 

Entre esses feitos, temos o início do processo de conquista do espaço, as "grandes navegações espaciais", para ter acesso ao que vai além dos domínios geográficos, onde não existe limite quando falamos de avanços tecnológicos. 

Temos que nos interessar, debater e acompanhar o domínio espacial, a sua utilização e exploração. E tentar responder perguntas do tipo:  Como podemos explorar o espaço? A continuação de nossa existência neste Planeta dependerá de esforços de Cientistas?

A era dos satélites, mostra que muitos frutos tecnológicos mudaram a sociedade. Esta rede de informação proporciona muitos benefícios que ostenta nossa condição e propagação de vida inteligente. Conseguimos: Prever fenômenos catastróficos, transmitir informações, vigiar o vizinho e até coletar dados para novas pesquisas. Mas pouco é falado sobre Lixo espacial e a ética da exploração espacial.

Veja este documentário sobre a História dos satélites, da BBC.

 Novas tecnologia interfere na vida social de todo planeta, Vamos falar mais sobre isso neste blog. 

Mas esses debates filosóficos são igualmente importantes pois nada acontece de forma isolada, saber como anda a exploração espacial, o advento de novas tecnologias e relembrar como foi o passado é fundamental para que possamos participar desses atuais eventos com uma opinião e até divulgar  futuros acontecimentos com percepção crítica, porque não podemos deixar que poucos escolham por muitos.  

É a ciência e a própria sociedade que investiga e dita o seus próprios valores, e que determinará o futuro da humanidade. Esse papel não é de grupos de cientistas e órgãos fomentadores de pesquisa.

"Vivemos em uma sociedade curiosamente dependente de ciência e tecnologia, na qual quase ninguém sabe coisa alguma sobre ciência e tecnologia". Carl Sagan.

Nenhum comentário: