sábado, 25 de abril de 2009

Olhar para o céu é coisa de menina?

Patrícia Raposo
Para: Jornal Público
Apenas um quarto dos profissionais da astronomia são mulheres. Em certos países simplesmente não existem astronomas, a outros em que elas representam metade dos cientistas desta área. Assim, foi lançado o projeto She Is An Astronomer (Ela É Uma Astrónoma), no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Astronomia.

Jodie Foster interpretando uma radioastronoma no filme Contato

O objetivo é promover a igualdade de generos e eliminar o preconceito de que a aptidão para a ciência é predominantemente masculina.

O número de mulheres cientistas varia não só no espaço, mas também no tempo, e há uma tendência para que o número diminua à medida que se sobe de faixa etária, sugerindo que continuar numa carreira científica é uma escolha determinada por fatores sociais e culturais e não apenas pela habilidade ou aptidão das mulheres. A igualdade de oportunidades é uma prioridade na comunidade científica, independentemente da cultura dos cientistas ou da sua localização geográfica, dizem os promotores da iniciativa.

O site She Is An Astronomer (http://www.sheisanastronomer.org/) aborda questões de genero na astronomia e na ciência em geral, fornecendo informação sobre algumas astronomas, eventos que se irão realizar e bolsas a que mulheres astronomas poderão se candidatar.

O projeto foi apresentado durante a Semana Europeia da Astronomia e da Ciência na Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido.

Nenhum comentário: