quinta-feira, 4 de agosto de 2011

VISTA encontra 96 enxames estelares escondidos por trás de poeira

Créditos: ESO
Com dados obtidos pelo telescópio de rastreio no infravermelho VISTA, instalado no Observatório do Paranal do ESO, uma equipe internacional de astrônomos descobriu 96 novos enxames estelares abertos escondidos pela poeira da Via Láctea.
Estes objetos pequenos e ténues permaneceram invisíveis em rastreios anteriores, mas não conseguiram escapar aos detetores infravermelhos muito sensíveis do maior telescópio de rastreio do mundo, que consegue espreitar através da poeira.
Esta é a primeira vez que tantos enxames pequenos e pouco brilhantes foram encontrados de uma só vez.

“Esta descoberta sublinha o potencial do VISTA e do rastreio VVV para encontrar enxames de estrelas, especialmente aqueles que se escondem em regiões de poeira situadas no disco da Via Láctea. O VVV consegue observar muito mais profundamente do que outros rastreios,” diz Jura Borissova, autora principal do estudo.

Notas

* Desde 2010 que o programa Variáveis VISTA na Via Láctea (VVV) tem vindo a mapear no infravermelho as zonas centrais da Via Láctea e o plano sul do disco galáctico. Este programa tem um total de 1929 horas de tempo de observação atribuído espalhadas num período total de cinco anos.

Logo com apenas um ano do rastreio VVV em nosso lindo Céu no hesmifério Sul já temos belos e importantes resultados.

Veja a matéria completa Aqui, no Site da ESO em Português (de Portugal).

Nenhum comentário: