terça-feira, 23 de agosto de 2011

III Anarco Espacial

Linda serra de Maracaju na Furna dos Baianos.

A parceria com projeto Anarco só traz ótimos frutos, a III anarco espacial mais profunda ainda, que ocorreu no ultimo sábado foi muito surpreendente, percebemos o valor do calor humano, todos juntinhos em volta do forno a lenha se solidarizando e dividindo o quentão.



Mesmo com muito frio e vento a galera não desanimou

Nas palavras do projeto Anarco

“O Projeto Expedições Anarco Pedagógico Atemporais e a Associação Negra Rural Quilombola na Furna dos Baianos, teve como principal atividade o enfrentamento das intempéries que impediram a visualização espacial.

A noite de 19 de agosto foi uma das mais frias do ano(2 graus Celsius), o vento e a chuva temperaram ainda mais o ambiente e os participantes da atividade tiveram que unir forças e recursos para superar a friagem. No entanto com o dia amanhecendo, o visual da furna, e a caminhada até o complexo do Paxixi proporcionaram um pouco mais de reconhecimento da Serra de Maracaju.”

Não foi possível fazer a observação, devido ao mau tempo, e concluir a III Anarco espacial. Mas pequenas coisas fazem toda diferença e a solidariedade esteve a todo momento presente. Tanto no acampamento como na calorosa recepção da comunidade da Associação quilombola na Furna dos Baianos.

Logo ao amanhecer fomos ao Morro das Antenas (Complexo Paxixi) no topo do morro, até onde ficam as antenas de rádio e telefone (715 metros acima do nível do mar).

Topo do Morro das Antenas


Mirante do Morro das Antenas




Pessoal contemplando a natureza.
Vista do Morro das Antenas

A união com o projeto Anarco pedagógico atemporais vai alem da educação ambiental vinculada a observação noturna.
Tem mais a ver com a discussão filosófica de todo processo cultural humano e a construção de um ser melhor, mais humano, um ser que de valor a solidariedade e iniciativas que divulgam o conhecimento a arte e a cultura.
Porque só com a união entre grupos de pessoas interessadas em resolver os problemas educacionais, que são muitos, aliado a divulgação do conhecimento é que tornamos a nossa comunidade mais onipresente na administração de suas vidas além de proporcionar a todos a oportunidade de interpretar oque realmente está acontecendo por debaixo dos panos burocráticos da politica.

Uma frase que resume tudo: O Problema do Brasil não é a falta de educação, e sim a indiferença da elite pensante brasileira. Pense nisso.

Nenhum comentário: